Li na revista Super Interessante, página 34, número 268, de agosto de 2009, uma matéria que me chamou a atenção. A matéria que é intitulada como Bilhete único é clonado por hackers fala de um estudo realizado por holandeses, e que descobriu ser possível roubar os créditos do bilhete único (nome utilizado no Brasil) apenas utilizando um aparelho de computação, que pode ser adquiirido na internet por U$$500 na internet. 

Para que isso ocorra, basta que a pessoa fique próxima de uma outra pessoa que tenha um bilhete carregado.  

Na matéria, a SP Trans informa que os cartões daqui foram reforçados contra este tipo de roubo. Você confia?

Anúncios